O Acidente

Arista Plástico, Ilustrador e Bacharel em Filosofia | www.errado.net


Hoje eu vi um acidente horrível.

Um sonho morreu no local. Foram duas realidades, em direções diferentes, que num momento se cruzaram e se chocaram. Por um breve instante, pensei que fosse um encontro proposital e que juntas elas tomariam um mesmo caminho. Mas não…

O sonho que pilotava uma das realidades foi arremessado ao chão com violência. Sabemos que o chão não é lugar de sonhos. Ele não resistiu aos ferimentos e faleceu antes que o socorro chegasse. A Esperança não pode fazer coisa alguma, era tarde demais até para ela.

A outra realidade, pilotada por seu respectivo sonho, nem parou para prestar socorro. Indiferente, continuou seu caminho em direção ao futuro. E na carona levava outro sonho. Sonhos que seguem juntos são sempre mais fortes, às vezes nada consegue pará-los.

Eles nem perceberam o acidente. Na verdade ninguém percebeu. Apenas eu vi. Fui a única testemunha, pois o sonho que morreu era o meu.